FATOS DE NOSSA HISTÓRIA: CLIMA DE INSEGURANÇA EM 1957

terça-feira, 26 de abril de 2011

INAUGURAÇÃO DA PREFEITURA - 1957

No dia 16 de agosto de 1957, o prefeito de Jardim na época, Oswaldo Lobo, enviou ao diretor do Jornal do Comércio, de Natal, o seguinte telegrama:

Reafirmando teor meu telegrama dia cinco corrente denunciando arbitrariedades delegado polícia tentando estabelecer por ordens superiores regime terror Jardim Piranhas numa atitude afrontosa e desrespeitosa aos princípios de nossa civilização democrática denuncio desta vez ocorrências que prenunciam acontecimentos delituosos da responsabilidade governo estadual. Quando delegado ausentou-se 10 dias município naturalmente atendendo chamado autoridades superiores na capital, famílias jardinenses puderam desfrutar nesse período absoluta tranquilidade, ficaram hoje sobressaltadas vendo chegar esta cidade mesmo delegado e 18 soldados fortemente armados equipamento militar deixando transparecer claramente nos gestos e atitudes propósitos criminosos contra pessoas visadas sobretudo o signatário, que não se deixando intimidar pelas atrabiliaridades denunciará sempre os desmandos que esse governo prepotente cometa contra o povo de Jardim de Piranhas.

4 comentários:

Aécio disse...

Caro Alcimar,
Venho te parabenizar pelo blog e a qualidade das publicações. No entanto, tenho uma observação a fazer.
Observei que nas postagens de cartas antigas, que por acaso você fazer com muita habilidade e oportunismo, os pronomes não são usados ...
Para ficar mais claro recortei um trexo do texto acima.
"Reafirmando teor meu telegrama dia cinco corrente denunciando arbitrariedades delegado polícia tentando estabelecer por ordens superiores regime terror Jardim Piranhas..."
No meu entendimento esse mesmo trexo, nos dias de hoje, seria escrito assim:
"Reafirmando o teor do meu telegrama dia cinco corrente denunciando as arbitrariedades do delegado de polícia que tentando estabelecer por ordens superiores um regime de terror em Jardim Piranhas..."
Isso era uma tendência da escrita da época ?

ALCIMAR disse...

Prezado Aécio, muito obrigado pelos elogios. Quanto à inexistência de pronomes, isso somente se verifica quando eu transcrevo telegramas. Como a cobrança era feita por palavras, quanto menos fossem usadas menor o custo da mensagem transmitida. Por isso que pronomes, artigos, conjunções e outras classes eram omitidas.

loba disse...

Alcimar,
Sou leitora diaria de seu Blog, hj ao acessar o blog para minha surpresa, e agradavel surpresa, foi brinda com uma materia sobre meu pai, filha caçula de Dr. Osvaldo Lôbo me senti muito feliz por resgatar um fato da historia de meu pai, como homem público, pois sabemos eu e minha familia a grandiosidade de sua obra como filho, médico, esposo, pai e homem público comprometido com os principios da vontade de um povo, ideais e principios socialista, de sonhar e realizar.
Um grande abraço,
PRISCILLA LÔBO

ALCIMAR disse...

Muito obrigado, Priscilla. Embora não seja da época, pelas pesquisas que realizei nos arquivos da Prefeitura local, considero seu pai o melhor prefeito que Jardim já teve. Ainda tenho muito material sobre seu governo que, aos poucos, irei publicando. Um abraço.

Postar um comentário

You can replace this text by going to "Layout" and then "Page Elements" section. Edit " About "