MUDANÇA DE ROTA

quarta-feira, 23 de maio de 2012


Quando criei este modesto blog, imaginei-o como um canal em que os jardinenses pudessem debater, de forma respeitosa e democrática, temas do interesse da coletividade. Jamais me passou pela cabeça utilizar-me deste espaço para fazer propaganda pessoal ou de outrem. Alguns podem não acreditar nisso, mas é a pura verdade.

De abril de 2011 para cá, publiquei um sem número de postagens tratando de política local. Em todas elas, mantive uma postura neutra e imparcial. Criticando, se necessário. Elogiando, quando possível. Tenho a consciência tranquila de que, em momento algum, ataquei gratuitamente político A ou B. E agi assim não por medo, covardia, dissimulação ou soberba. Apenas me reservei ao direito de não querer participar da vida política local, coisa que o tenho feito desde 2004.

Os fiéis leitores deste blog, em sua quase totalidade, compreenderam essa minha linha de conduta. Afora um ou outro comentário mais duro, não costumava ser insultado ou ter minha vida pessoal e profissional colocada em xeque. Lembro-me de haver publicado matérias criticando algumas ações ou omissões da Administração Municipal e, nem por isso, ter sido tão mal interpretado como nas últimas semanas. Claro que jamais busquei a unanimidade. Sempre ressaltei não ser o dono da verdade. Publiquei todos os comentários em que fui criticado, aos quais respondi apenas com a intenção de desfazer o que considerava mal entendidos.

Confesso que fiquei surpreendido com a reação de alguns leitores a duas postagens, por mim consideradas de pouca relevância. A “Previsão do Tempo” e a “Indulgências Eleitorais” provocaram manifestações até então inéditas neste blog. Fui taxado de antiético, dissimulado, radical, falso, irresponsável, metido, arrogante, parcial. Aceitei todas as críticas. Não excluí nenhum comentário. Mas, como já afirmei, vi-me no direito de me defender do que considero acusações injustas. Em momento algum procurei desqualificar as pessoas que me criticaram. Afirmei, apenas, que não haviam compreendido minhas afirmações, seja por desatenção, seja por paixão política.

Toda essa celeuma contribuiu para que eu antecipasse uma decisão que só tomaria após o registro das candidaturas: não mais tratar de política local. O cenário por mim imaginado somente para julho já está plenamente configurado. Os ânimos já se encontram bastante acirrados, contribuindo para transformar metáforas em catástrofes e elogios em denúncias. Impossível conversar com quem deseja brigar. Inócua, daqui para frente, qualquer atitude que vise a travar discussões baseadas no respeito e na racionalidade.

Doravante, e até ultimado o pleito, tratarei apenas da política com “p” maiúsculo. É o que me resta fazer para este blog não se transformar num ringue de luta verbal. Peço desculpas a meus leitores e rogo para que compreendam essa decisão. Repito: não se trata de um recuo, motivado pelas acusações feitas a mim. Faço-o, tão somente, para manter este canal no caminho da ética, da educação, do respeito e da tolerância. 

Boa sorte a todos! Que Deus e Nossa Senhora dos Aflitos nos protejam!

6 comentários:

Anônimo disse...

Primeiro jales puxa o freio de mão e muda a rota, agora vc. Vão ficar só os capaxos debatendo a política de jardim? Ninguém merece.

Anônimo disse...

vai ser e sempre sera,nadar contra mare, não adianta argumentos,tratar de politica nesta cidade.Se fala e babão se não e omisso. ninguém pode ter opinião,ainda falam que a ditadura acabou.

Anônimo disse...

Meu caro Alcimar,
Acompanho com assiduidade, as postagens de blogs da região com o propósito de estar a par do que acontecem por ai(visto ter nascido em JP) e estar há muito tempo afastado daí. Observo a delicadeza com qual voce trata das questões, pricipalmente no que tange as atracidades cometidas pelos políticos locais, com ética, imparcialidade e, acima de tudo, muita intelectualidade.É natural que muitas pessoas o critiquem, até porque, não compreendem o que você diz, em razão do gap existente.
Um abraço,
Fudêncio
Obs: desculpe-me pelos atropelos do velho português.

ALCIMAR DA SILVA ARAÚJO disse...

Obrigado pelo comentário. Entendo sua posição, mas eu apenas antecipei uma decisão que iria tomar no início de julho, em observância à legislação eleitoral.

Anônimo disse...

A intenção é realmente essa!! "Calar" a boca da consciencia politica critica e permanecer em cena, os retardados q não tem a minima sensibilidade para os problemas sociais e nem tão pouco, consciência dos seus direitos.

naldo contador disse...

Caro Alcimar,

Calar jamais Alcimar, todos sabemos de sua coerencia nos textos aqui apresentados. Seus textos provoca no leitor um senso crítico dos assuntos relatados, não a mesmice, das velhas frases de Maria vai com as outras, aqui você escreve por que tem competencia e responsabilidade para fazê-la.

Postar um comentário

You can replace this text by going to "Layout" and then "Page Elements" section. Edit " About "