ACONTECEU HÁ 53 ANOS...

sexta-feira, 27 de abril de 2012


DELMIRO VIEIRA DE LIRA

Em 27 de abril de 1959, tomava posse o 6º prefeito de Jardim de Piranhas, Delmiro Vieira de Lira, na vaga deixada após o falecimento de Marinheiro Saldanha.

Delmiro ficou no poder até 30 de março de 1963. Sua gestão foi bastante conturbada, principalmente em razão da ferrenha oposição que enfrentou dos vereadores. No final de seu governo, enviou à Câmara a seguinte mensagem:

O Governo Municipal, durante o período que termina, teve oportunidade de solicitar o apoio da Câmara Municipal, enviando mensagens que sempre receberam desapoio da maioria dos legisladores, para maior satisfação política daqueles que de fora comandavam os infortúnios administrativos de Jardim de Piranhas. No meu governo, pouco ou quase nada realizei, a não ser os problemas que dependiam somente da atribuição do Poder Executivo. A exposição não irá sensibilizar os dignos representantes do povo jardinense, pois como é bem do conhecimento dessa casa, todos os projetos de maior interesse coletivo, de maior defensiva dos interesses da comuna, sempre receberam rejeição ou paralisação em arquivo. Logo cedo, para equilíbrio financeiro do município, enviei uma mensagem de regulamentação tributária, a fim de não paralisar a marcha administrativa, pela falta e desequilíbrio da tributação, que não vinha atendendo 50% das despesas discriminadas por leis, das quais a edilidade não podia fugir cedo ou mais tarde. Viveu, assim, o município de Jardim de Piranhas o período dramático de uma política ofensiva à sua administração, que teve o objetivo de privar o desenvolvimento de um governo que não deseja tais embaraços ou infortúnios para outros que hão de vir depois para dirigir os destinos desta terra que recebe a bênção de usa padroeira Nossa Senhora dos Aflitos.

2 comentários:

Anônimo disse...

Alcimar meu camarada gostaria de pedir ajuda com uma dúvida.
Hoje pela manhã encontrei essa publicação no portal G1 da globo.com, "27/04/2012 17h36 - Atualizado em 27/04/2012 17h38
Metade dos brasileiros não terminou o ensino fundamental, diz IBGE
Segundo Censo 2010, quase 1 milhão de crianças estava fora da escola.
Número de estudantes com superior completo cresceu 80% em uma década."

Quando ele fala metade dos brasileiros a conjugação do verbo terminou não deveria ser terminaram ???


Parabéns pelo blog, eu leio todos os dias mesmo quando embarcado.

Grato

Aécio Borges

ALCIMAR DA SILVA ARAÚJO disse...

O texto está correto, Aécio. O verbo foi usado no singular para concordar com o substantivo "metade". Muito obrigado pelo comentário. Tê-lo como leitor assíduo em muito me envaidece. Um abraço.

Postar um comentário

You can replace this text by going to "Layout" and then "Page Elements" section. Edit " About "